Uma pesquisa realizada na Universidade de Washington, nos Estados Unidos, reforça a teoria de que a prática de exercícios físicos, mesmo com menor intensidade, além de ser positivo para a saúde, pode evitar doenças, como diabetes, tipo 2. Caminhar mais durante o dia reduz em até 30% o risco da doença.

No estudo 1.826 pessoas que não tinham diabetes usaram um pedômetro, equipamento que conta os passos que a pessoa dá a cada dia, durante uma semana. Um quarto dos pesquisados apresentou baixos níveis de atividade física, em média, 3.500 passos diariamente e a metade dos participantes andava cerca de 7.800 passos.

Cinco anos depois desde o início do estudo, 243 casos de diabetes tipo 2 foram detectados. Após ajustar os números com outros fatores (idade, tabagismo e hereditariedade), foi concluído que quem caminhava mais era 29% menos propenso a ter diabetes.

Detalhe, o ideal é que uma pessoa dê ao menos 10.000 passos ao dia, cerca de oito quilômetros. Vale lembrar também que os benefícios da atividade física leve ou moderada valem apenas para os sedentários que decidem começar a se exercitar. Se você se enquadra nesse grupo, vamos embora caminhar. Mas, se você já está acostumado a praticar atividades, mantenha o ritmo, nada reduzir a intensidade.